Seções

Nesta Edição

divisor-menu

Últimas Edições

Seções

Nesta Edição

Últimas Edições

Seções

Nesta Edição

TECNOLOGIA & LOGÍSTICA

Por Redação

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print
TAXA EM QUEDA
Área de galpões tem mais procura

O mercado de condomínios logísticos de alto padrão mostrou reação no segundo trimestre ao apontar uma queda de 18% na taxa de vacância, que era de 22% no mesmo período do ano passado, segundo a Colliers International do Brasil. É o menor patamar em quatro anos. A área ocupada de galpões também é a maior já registrada desde 2011, tendo atingido 12 milhões de metros quadrados no segundo trimestre, conforme a Colliers. O preço médio do aluguel de galpões logísticos, em contrapartida, se manteve estável, na comparação anual, em 19 reais o metro quadrado.

70%

da Geração Y deverá ocupar os postos de trabalho até 2030, segundo a primeira edição de uma série de estudos que o Itaú BBA, banco de investimentos do Itaú Unibanco, realizará sobre o perfil dos millennials no Brasil. Os millennials já compõem a maior parte da população brasileira: são 34% da população total, e representam 50% da força de trabalho. Na primeira edição, a meta principal foi preparar as empresas para os hábitos de consumo da Geração Y. Para analisar o perfil dos brasileiros, foram levadas em consideração algumas características dos millennials pelo mundo

ENTREGAS
DHL Express prevê crescimento no Brasil

Com o crescimento do mercado de entregas no Brasil, a DHL Express, empresa de entregas alemã, prevê que sua atuação em território nacional também crescerá até 2023. Essa informação foi concedida por Mike Parra, diretor-executivo da DHL Express para as Américas. De acordo com o executivo, com a expansão da oportunidade de serviços, a empresa estuda a instalação de um novo centro de distribuição em Campinas e outro no Rio de Janeiro, bem como uma expansão em Belo Horizonte. Atualmente, a empresa atua em seis cidades brasileiras (São Paulo, Santos, Brasília, Ribeirão Preto, Curitiba e Porto Alegre).

AMAZON
Pagamentos via escaneamento das palmas das mãos

A Amazon está testando scanners que podem identificar pessoas por meio das palmas das mãos para permitir que paguem suas compras nas lojas, de acordo com o New York Post. Enquanto uma transação regular com cartão normalmente leva entre três e quatro segundos, a nova tecnologia da Amazon pode processar a cobrança em menos de 300 milissegundos, disse ao jornal uma pessoa familiarizada com o projeto. Se os testes forem bem-sucedidos, a tecnologia poderá ser implementada, inicialmente, nas filiais da Whole Foods, da Amazon.