Últimas Edições

Últimas Edições

 
 

Carta ao Leitor

Nada será como antes

Claudia Rivoiro, Diretora de Redação

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no print
estrada-18-08-2020
Reproduzir vídeo

Há cinco meses, o planeta e seus habitantes vivem rotinas diferentes das que viviam, com restrições, cuidados e reinvenções, cada vez mais preocupados com a economia recessiva, e essa não é uma realidade exclusiva do Brasil, mas também a do planeta inteiro.

A DISTRIBUIÇÃO tem como regra, norma ou orientação editorial, como queiram, abordar temas de interesse para o setor atacadista distribuidor, e também apontar tendências e caminhos. E é justamente isso o que os empresários es-tão fazendo: testando novas possibilidades, produtos alternativos, novas ideias; enfim, a abordagem é ampla.

Por isso, vocês irão ler nesta edição uma super-reportagem sobre as marcas próprias, que começam a dar sinais positivos, embora ainda tímidos, de que vieram para ficar. Afinal, já estão nas gôndolas há certo tempo. Nossa repórter Rúbia Evangelinellis não economizou tempo e esforço em sua investigação: são dez páginas que tratam do tema com amplitude e profundidade, e incluem pesquisas, números e cases de empresários do setor que estão investindo nos produtos e confessam sua satisfação.

Complementando o assunto, em uma entrevista exclusiva, Marcelo Maia, presidente-executivo da rede DIA de supermercados, fala sobre sua experiência trabalhando na empresa. Resumindo: quer saber mais sobre o assunto? A oportunidade está nas páginas a seguir. Outra tendência que entra nessas mudanças que estamos vivenciando é a busca, pelo consumidor por produtos naturais ou orgânicos, alimentos e bebidas cujo consumo agrega benefícios para a saúde.

A boa notícia, trazida pela repórter Adriana Bruno, está em suas informações sobre um estudo realiza-do pela Nielsen, o qual constata que 73% dos entrevistados estão dispostos a pagar mais por marcas produzidas por indústrias que se contrapõem a produtos correlatos, mas ambientalmente irresponsáveis e causadores de prejuízos.

Na Europa, em especial na França, já se fala sobre o tema desde a década de 1990, e essa discussão vem crescendo ano a ano, o que põe em destaque um novo consumidor que pede por esses produtos. Pelo andamento da carruagem, a conclusão é que a tendência se fortaleceu paralelamente à disseminação da pandemia da covid-19 pelo mundo.

Encerrando, dou parabéns à Distribuidora Zamboni, que comemora 50 anos de trabalho e empreendedorismo. Sua trajetória pode ser conferida na seção Perfil de Sucesso. Boa leitura e até a próxima edição! 

DB DigitalReceba no seu email

DB DigitalReceba no seu email