Últimas Edições

Últimas Edições

 
 

Semana Brasil

Impulso positivo

A iniciativa, que aconteceu pela primeira vez no ano passado, contará neste ano com o apoio de 80 entidades setoriais, inclusive a ABAD 

Redação

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Criada pelo governo federal em 2019 para estimular a economia, a Semana Brasil terá uma nova edição em 2020. A realização do evento foi anunciada em 4 de agosto por Fábio Wajngarten, secretário-executivo do Ministério das Comunicações. A ABAD – Associação Brasileira de Atacadistas e Distribudores participou da reunião em que se fez o anúncio e apoiará a iniciativa, assim como outras mais de 80 entidades setoriais ligadas ao varejo e que aderiram à campanha.

Para Oscar Attisano, superintendente-executivo da ABAD, “toda iniciativa que for tomada neste segundo semestre com os objetivos de impulsionar a retomada da economia e de manter a roda do consumo girando será bem-vinda”.

Oscar Attisano, superintendente-executivo da ABAD

Segundo ele, é preciso estimular a reabertura do comércio e a geração de empregos. “Embora nosso setor, em geral, não tenha contato direto com o consumidor, vamos usar nosso relacionamento com o varejo e a indústria para incentivar as melhores promoções possíveis para o consumidor final e os nossos canais de comunicação para divulgar e promover essa campanha”, disse.

A Semana Brasil faz referência à data da Proclamação da Independência do País (7 de setembro), e o mês foi escolhido por não registrar nenhuma das grandes datas que movimentam o comércio, como o Dia das Mães (maio), o Dia dos Pais (agosto), o Dia das Crianças (outubro) e o Natal (dezembro).

Com o slogan “Todos juntos com segurança pela retomada e o emprego”, a iniciativa visa gerar uma campanha nacional de descontos em produtos e serviços no período de 3 a 13 de setembro e será coordenada pelo IDV – Instituto para Desenvolvimento do Varejo

“Esta será a primeira data comemorativa do varejo depois da reabertura do comércio, que sofre restrições desde março. Com ofertas especiais oferecidas durante o período do evento, espera-se que se inicie uma retomada robusta da economia nacional”, informou a Secom em nota. “A Semana Brasil priorizará o pequeno e o médio comerciante. Quisemos fazer uma campanha com a duração de dez dias para que não houvesse nenhuma aglomeração, em parceria com os comerciantes”, afirmou Wajngarten.

CAMPANHAS

Ainda segundo o secretário, comerciantes que não dispuserem de material publicitário próprio terão uma ajuda da Semana Brasil em suas campanhas. Um canal gratuito será disponibilizado e trará cartazes, anúncios e demais peças publicitárias prontos, que poderão ser adaptados e utilizados sem nenhum custo extra para os comerciantes (na próxima edição do ABAD News, traremos mais informações sobre esse canal).

DB DigitalReceba no seu email

DB DigitalReceba no seu email