Seções

Nesta Edição

divisor-menu

Últimas Edições

Seções

Nesta Edição

Últimas Edições

Seções

Nesta Edição

Momento

O que esperar de 2020

Por Emerson Destro, Presidente da ABAD

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print
Play Video

2019 foi um ano muito positivo para o setor. Embora impusesse mais desafios do que se esperava, encerrou-se de maneira animadora, com crescimento de vendas no último trimestre, trazendo ótimas perspectivas par o início de 2020, perspectivas essas que já vêm se concretizando.

Também registramos melhora no desempenho do comércio e nos gastos das famílias, com a inflação mantida em patamares historicamente baixos.

Além disso, houve medidas governamentais importantes, como a aprovação da Nova Previdência, a Lei da Liberdade Econômica e o Programa Verde Amarelo, voltado para a dinamização do mercado de trabalho, que já apresenta recuperação: a taxa de desemprego medida pelo IBGE vem caindo continuamente desde o início de 2019, tanto na comparação anual como na trimestral. Diante disso, o Brasil deverá apresentar evolução próxima de 1% em 2019, o terceiro ano consecutivo de crescimento depois de um recuo de 3,6% em 2016.

Neste momento, a pesquisa do Ranking ABAD/Nielsen 2020 está coletando os dados das empresas do setor referentes a 2019. Aproveitamos para convidar a todos os agentes de distribuição, associados ou não à ABAD, a responder ao questionário e a contribuir para que, mais uma vez, tenhamos um retrato consistente e atualizado do atacado distribuidor nacional.

Como o resultado da pesquisa do Ranking sai apenas em abril, por ora nos guiamos pelos resultados do estudo mensal do Banco de Dados ABAD, que aponta crescimento de 1,21% no 4o trimestre de 2019 em comparação com o 4o trimestre de 2018. Comparado ao 3o trimestre de 2019, o resultado do 4o trimestre avançou 6,19% nominais e 5,31% em termos deflacionados, bons números que confirmam a tendência de crescimento esperada para o fim do ano.

Para 2020, mercado e governo mantêm a expectativa de crescimento entre 2% e 2,25%. É provável que o número esteja nessa faixa, especialmente se houver avanços na reforma administrativa, e na tão aguardada reforma tributária, que promete pacificar a selva tributária.

Por sua vez, o resultado do nosso setor deverá superar o crescimento do PIB, uma vez que a redução do desemprego deverá aquecer o mercado doméstico, e tendo em vista que os pequenos e médios mercados, principais clientes do setor, vêm ganhando cada vez mais a preferência do consumidor.

Por isso, iniciamos mais um ano motivados a tornar nosso setor cada vez mais eficiente e competitivo, fazendo a defesa de novos marcos legais para o setor, promovendo relacionamento de alto nível com a indústria.

Venha fazer parte da ABAD e ajudar a construir o futuro do nosso setor! Juntos, somos muito mais fortes!