Mudança no mix antes da pandemia acelerou vendas na Serra Mais Distribuidora

Por Rubia Evangelinellis 

Com um mix de produtos concentrado em alimentos e produtos de limpeza doméstica, a Serra Mais Distribuidora contabiliza aumento de vendas a partir das medidas de combate à Covid-19. Instalada em Nova Friburgo e com uma carteira de clientes que mapeia as Regiões Serrana e dos Lagos do Estado do Rio de Janeiro, a empresa passou recentemente por uma reformulação no portfólio que está com cerca de 1.200 itens.

Marcus Meng, diretor comercial da Serra Mais ao lado do pai, Roberto Meng, sócio da empresa

Na mudança agregou itens como bactericida, multiuso com cloro ativo, sanitizante e outros bem procurados neste momento de combate à pandemia e fabricados pela Ingleza. Marcus Meng, diretor comercial da Serra Mais, explica que o mix também está focado no fornecimento de alimentos básicos, como óleo, molho de tomate, mercearia seca que tem forte demanda. “Nos sentimos até privilegiados porque podemos trabalhar (nesta crise) e entendemos que temos o dever social, como setor essencial, de manter o abastecimento.”

Como houve a mudança do mix no final de 2019, o executivo afirma que não é possível fazer a comparação que demonstre o crescimento em relação ao mesmo mês do ano anterior: “O que eu posso garantir é de que estamos com um movimento acima do esperado antes da pandemia.”

Com 80 funcionários, a distribuidora adotou home office e outras medidas de proteção à equipe. Mas manteve em campo os vendedores, que atuam munidos com equipamentos de segurança.

A Serra Mais tem uma carteira de clientes variada, onde se incluem desde estabelecimentos com 10 checkouts até lanchonete de pequeno porte, bomboniere, restaurante e hotel. Juntos, somam uma carteira de 1.500 clientes mensais. “O aumento nas vendas para os mercados acabou por suprir a queda sentida no varejo de menor porte e nos hotéis. Com isso, houve a compensação e o faturamento se mantém em linha com anos anteriores”.

Mas ao pensar em um cenário a curto prazo, Marcus Meg mostra-se preocupado com as questões econômicas, como a perda do poder aquisitivo dos brasileiros e inadimplência.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

DB DigitalReceba no seu email

DB DigitalReceba no seu email