Taxa de brasileiros endividados deve aumentar nos próximos meses

A pandemia do novo coronavírus impactou a economia do país de forma significativa e deve, ainda, contribuir para o aumento da inadimplência dos brasileiros nos próximos meses. Dados da Projeção de Inadimplência, elaborada pelo Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo (IBEVAR), projeta que a taxa deve ficar entre 5,48% e 6,00%, com média estimada 5,74% para julho de 2020. O percentual implica um avanço de 0,21 p.p. em relação ao valor real de maio de 2020 e de 0,20 p.p. comparado ao valor estimado para junho de 2020.

Os meses seguintes seguem uma projeção gradual de aumento, chegando a 5,83% em agosto e 5,96% em setembro. Para Claudio Felisoni de Angelo, economista e presidente do IBEVAR, a pandemia tem forte impacto nos indicadores. “A inadimplência é um fenômeno natural da própria atividade comercial, mas tende a acelerar em função de condições econômicas adversas, quando há um aumento do desemprego”, observa o especialista.

“Além disso, mesmo as pessoas empregadas, muitas vezes optam por postergar pagamentos por conta da própria insegurança no que diz respeito à manutenção do emprego”, completa Felisoni.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

DB DigitalReceba no seu email

DB DigitalReceba no seu email