Semana do Brasil começa dia 6 de setembro

A criação de uma nova data comercial no calendário brasileiro, a Semana do Brasil, veio com o objetivo de impulsionar o setor de varejo neste ano, segundo o conselheiro do Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV) Marcos Gouvêa, um dos organizadores da campanha, ao lado do Secretaria Especial de Comunicação do governo (SECOM), Fábio Wajngarten, e do presidente do IDV, Marcelo Silva, em nova reunião com entidades e empresários, realizada na quarta-feira, 28, no Latan Retail Show.

O período de 6 a 15 de setembro foi escolhido devido à ausência de estímulos ao consumo no mês, casando com as comemorações do Dia da Independência do Brasil. Mais de 40 associações já demonstraram apoio à Semana do Brasil e está prevista a participação de entidades de comércio, atacado, bancos, agências de viagem, entre outras. “Vamos transformar isso num marco nesse processo de retomada da economia”, afirmou Gouvêa.

A projeção dos varejistas é que a data funcione como estímulo incremental de vendas e não concorra com outras iniciativas do tipo, como a Black Friday, que acontece em novembro. “Na dinâmica do varejo, dois meses é uma eternidade”, afirmou Gouvêa.

Outra proposta da campanha é enaltecer o orgulho de ser brasileiro. Apelando para o lado emocional, a ideia é que todos adotem a bandeira do Brasil na semana de comemoração da independência.

ABAD

Atendendo ao chamado do governo federal, a ABAD aderiu prontamente à Semana do Brasil e esteve presente nos três encontros de mobilização realizados até agora. No site da ABAD, há uma PÁGINA exclusiva sobre a Semana do Brasil, explicando o conceito da campanha, com dicas e sugestões para adesão. Também estão disponíveis para download as peças produzidas pela agência organizadora para criar posts, adesivos, selos, bandeiras, sacolas, banner, camisetas etc.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.