Professor da FGV indica 5 estratégias básicas para o comércio

De acordo com índices do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados no dia 13 de setembro, as vendas do comércio varejista brasileiro tornaram a recuar em julho, comparando com o mês de junho. Segundo a pesquisa, a retração foi de 0,3%. Em relação a julho de 2015, os números apontam recuo ainda mais expressivos, de 5,3%, a maior queda desde 2001.

Diante da atual conjuntura econômica e política do País, Luciano Salamacha, um dos professores mais premiados da FGV Management e doutor em administração, ressalta cinco estratégias básicas de comportamento para o comércio, tentando driblar o cenário em que o varejo vive e vislumbrando recuperação a médio e longo prazo. São elas:

-é importante inovação nas abordagens de vendas. Criar pacotes-combo pode ser um excelente caminho;

-vale a gestão rigorosa dos estoques com foco em redução do prazo médio de giro;

-gerar vendas deve ser o direcionamento do foco das equipes de apoio: administrativas, financeira, jurídica, TI etc;

-revisar o real diferencial da empresa perante o mercado, eliminando despesas e custos não relacionados a esse diferencial;

-ampliar o portfólio de produtos e serviços oferecidos sem que implique em elevação considerável dos estoques.

Salamacha ressalta que é necessário, ainda, fazer uma leitura de médio e longo prazo para entender o que aconteceu e tende a acontecer com o Brasil. O especialista em gestão e estratégias afirma que há uma década perdida quando o assunto é aproveitar o potencial econômico do País. E o momento é de planejar para sobreviver, visando o futuro.

Luciano Salamacha é Doutor em Administração, Mestre em Engenharia de Produção, com MBA em Gestão Empresarial e Pós-Graduação em Gestão Industrial.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

DB DigitalReceba no seu email

DB DigitalReceba no seu email