Native lança café espresso orgânico em cápsulas

A Native, empresa líder no setor de orgânicos, foi muito além do que simplesmente escolher a matéria-prima para desenvolver seu novo café espresso orgânico em cápsulas – o Native One. Diversos estudos sobre granulometria, torra e blend de café orgânico 100% arábica foram realizados para oferecer aos consumidores uma experiência única e exclusiva. Sempre atenta às questões de segurança alimentar que envolvem os produtos da marca, as embalagens unitárias são produzidas com material plástico sem o uso da substância bisfenol A, ou seja, consideradas Bisfenol A Free ou BPA-Free.

Ao elaborar o produto, a Native levou em consideração, além da busca pelos melhores cafés orgânicos, as variáveis que influenciam na extração da bebida como a quantidade de água, já estabelecida em 40 ml na regulagem de fábrica das máquinas; a pressão que os equipamentos utilizam para a obtenção do espresso e, finalmente, a quantidade de pó ideal para cada cápsula. Tudo isso para chegar a combinação ideal para um bom espresso Native, reforçando o tema: um momento, uma experiência, uma dose.

O café espresso em cápsulas ou monodoses – formato que evita o desperdício de um produto diferenciado – é vendido em cartuchos com 10 unidades. Cada embalagem possui dois pacotes de cinco cápsulas, que ficam assim protegidas por uma atmosfera modificada e tem seus aromas preservados por mais tempo. Ao optar que o produto seja oferecido dessa forma, a empresa quer garantir o consumo das cápsulas dentro do prazo que considera ideal – sete dias após a abertura do pacote. Sendo assim, a Native buscou oferecer aos seus clientes a flexibilidade de sempre ter um café fresquinho em mãos.

De acordo com pesquisa realizada pela Euromonitor Internacional e patrocinada pela Associação Brasileira da Indústria de Café – Abic, o segmento de café em cápsulas corresponde a 0,6% do volume total consumido no Brasil, o que representa em torno de 980 mil toneladas. Até 2019, deverá chegar a 1,1% do consumo, ou seja, um crescimento médio anual de 15,3% de 2014 a 2019, podendo crescer mais de 100% nesse período. Dessa forma, espera-se que o mercado de cápsulas movimente R$ 2,2 bilhões com 12 mil toneladas de café até 2019.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

DB DigitalReceba no seu email

DB DigitalReceba no seu email