Consumo de orgânicos aumenta na pandemia

A Organis fez uma enquete sobre o consumo de orgânicos na pandemia e constatou que aumentou em 44,5% o consumo desses itens nos sete meses de restrições sociais para conter a pandemia da Covid-19.

Mais da metade dos 456 entrevistados estão mais preocupados com a qualidade da alimentação (62,1%) com aumento na frequência de consumo: 46,6% afirmam consumir orgânicos todos os dias e 34,3% duas vezes por semana.

Os produtos in natura representam 38,6% da preferência, mas é expressivo o percentual de pessoas que consomem também natural e industrializados – 50,9%. Na enquete, em repostas múltiplas, percebe-se que o consumidor de orgânicos compra onde tem oferta física e digital: 50,9% compram em supermercados, 46,5% em feiras, 34,6% em lojas especializadas e 19,1% nos onlines.

“Foram só sete perguntas, nos canais de contato da Organis (pop-up, instagram, email). São pessoas que já têm orgânico no radar. Interessante destacar que o consumo aumentou, o consumidor permanece preferindo FLV, mas já aderiu ao industrializado e os ecommerces aparecem nos canais de venda, quase 20%. Assim como nas feiras de orgânicas, os ‘on lines’ vendem muito produtos de mercearia e de marcas, sendo uma opção completa para o consumidor.

Outro ponto importante é que o aumento de preços foi sentido por mais da metade dos entrevistados (56,6%), mas não inibiu o consumo. Quando perguntamos se agricultura orgânica pode ajudar a prevenir nova pandemia, 81,8% afirmam que sim. Orgânico está relacionado com saúde”, explica Clauber Cobi Cruz, diretor da Organis.

Para ajudar consumidores, produtores e serviços do setor, a entidade lança o onde.organic, um ambiente virtual onde todos se acham. Uma ferramenta de negócios e um mapeamento da produção orgânica, com georreferenciamento e filtro de produtos que ajudará toda cadeia de orgânicos: produtor encontra insumos e serviços, a indústria e o varejo acharão fornecedores, os consumidores vão encontrar onde tem produtos.

“O serviço é por adesão. Por R$ 29,00 por mês, o interessado em achar e ser achado, vai ter um ambiente digital moderno e convergente aos interesses do setor. onde.organic é dividido em seis categorias: Raiz Orgânica (campo), Produtos (indústria), Lojas (mercados e restaurantes), Serviços (consultoria e certificação), Receba em Casa (delivery e on line) e Insumos (aprovados pela agricultura orgânica). Queremos em um ano ter mais de 2.000 inscritos”, explica Clauber Cobi Cruz.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

DB DigitalReceba no seu email

DB DigitalReceba no seu email