Sede Administrativa da Piracanjuba conquista Certificação LEED Platinum

A Sede Administrativa da Piracanjuba, em Goiânia, acaba de conquistar a Certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), na categoria Platinum. Trata-se de um dos dez prédios sustentáveis melhor avaliados do mundo, na categoria LEED New Construction, com a maior pontuação da América Latina. Ao todo, são 8 mil metros quadrados de área construída, projetados com conceitos de ecoeficiência, arquitetura moderna, infraestrutura e tecnologia de ponta.

A certificação avalia tecnologias e soluções sustentáveis adotadas durante a construção do empreendimento, com o objetivo de reduzir os impactos causados ao meio ambiente durante a vida útil da edificação. Também garante um acompanhamento consistente do prédio, embasada em políticas e processos de manutenção de equipamentos, na gestão de água, energia, resíduos e demais serviços, como paisagismo e limpeza.

“Queríamos mais que o selo Platinum; queríamos alcançar a excelência nas entregas e o máximo de pontos possíveis. Foram três anos, desde a concepção do projeto até a entrega do empreendimento, com o objetivo de proporcionar as melhores condições de trabalho para os colaboradores. Os resultados desejados visavam maximizar a eficiência operacional e minimizar os impactos ambientais”, afirma o Superintendente da Piracanjuba, Marcos Helou.

O empreendimento contou com consultoria do CTE — Centro de Tecnologia de Edificações , que participou de todas as fases do projeto. “A equipe CTE se integrou ao nosso time, formando um único grupo, extremamente engajado na obtenção da certificação e na busca das melhores soluções. Com muita determinação, atingimos nosso grande objetivo: a certificação LEED Platinum, com 97 pontos, o que muito nos orgulha”, reforça Marcos.

Prédio sustentável

No prédio verde da Piracanjuba, 24% do consumo energético é atendido por placas fotovoltaicas (energia solar) e toda a instalação elétrica e de ar condicionado busca a eficiência energética. Com isso, a construção economiza 50% de energia em relação a edifícios similares, e já possui o Selo PROCEL Nível A em Eficiência Energética, que também contou com a consultoria do CTE. Em relação a água, tem-se uma economia de 47% por meio da adoção de sistema de reuso de água pluvial, instalação de bacias sanitárias, aproveitamento da água da chuva e metais sanitários eficientes.

A fachada com vidros de alta performance, que permitem conservação da temperatura interna e iluminação natural, proporcionam redução do consumo de energia. Já a iluminação e ar condicionado, com sistemas inteligentes de automação, permitem maior conforto dos usuários, além da redução do custo operacional.

O empreendimento também superou o índice de uso de madeira certificada, com selo FSC (Forest Stewardiship Council), atingindo 59% do total empregado no edifício. Outro ponto importante a destacar é que houve reciclagem de mais de 94% dos resíduos gerados na construção.

“A estratégia sustentável vai além da edificação, já que estimula os colaboradores a pensarem no meio ambiente e nas suas ações em prol da sustentabilidade. Um exemplo disso são as vagas exclusivas para veículos econômicos e para aqueles que formam grupos de caronas. Um bicicletário, com 32 vagas e o vestiário com chuveiros, também funciona como convite para os colaboradores que optam por usar a bicicleta para os deslocamentos. A todo momento, pensamos na redução dos impactos econômicos, sociais e ambientais”, finaliza Marcos Helou.

As informações sobre a construção verde estão reunidas em um hotsite exclusivo, que, além do histórico das ações e condutas sustentáveis, também oferece dicas de sustentabilidade para as pessoas que desejam adotá-las na construção ou reforma da casa.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.