Nestlé bate concorrência na pandemia com alimento para idosos

A pandemia do novo coronavírus estimulou mudanças de comportamentos, entre eles, a maior preocupação com a saúde. Neste cenário, a fabricante Nestlé priorizou a produção de suplementos alimentares e conquistou um crescimento expressivo. Juntas, as linhas da marca Nutren cresceram 39% em vendas no primeiro semestre deste ano, quando comparadas ao mesmo período de 2019. No recorte da marca Nutren Senior, exclusiva para idosos, a alta foi 43,4% enquanto o mercado teve uma elevação de 23,4%, segundo dados da Nestlé e da consultoria Nielsen.

O resultado da Nestlé faz parte de um trabalho de marca que acontece há anos, especialmente quando se fala dos produtos Senior. “Em 2006, quando a Nestlé lançou no Brasil a Nutren Senior, parecia loucura falar especificamente com idosos, mas agora aceleramos uma tendência ao focar na população que cresce no país, mas é pouco lembrada pelas marcas”, diz Monica Meale, diretora de Nestlé Health Science para a América Latina.

O desafio da construção de marca passa, especialmente nos últimos três anos, por apresentar o produto aos médicos e hospitais que indicam e o utilizam no fortalecimento de pacientes com outras doenças, como câncer, até promoções, descontos e publicações nas redes sociais voltadas para os idosos e também para os mais jovens, que geralmente compram o produto para outra pessoa.

Na pandemia, a empresa buscou reforçar a disponibilidade de serviços que já existiam, como um canal de televenda, além de um chatboot e atendimento via whatsapp. “A pandemia nos permitiu acelerar a comunicação digital e a parceira de vendas em e-commerces e marketplaces”, diz Meale.

A presença digital ajudou a Nutren ser encontrada por pessoas que aumentaram suas buscas por suplementos. Somente no Mercado Livre, por exemplo, as buscas desses itens ficaram entre as três maiores até maio deste ano, com um aumento de 59% quando comparado a 2019.

Segundo a Nestlé, quando a fabricante precisou priorizar os itens essenciais, como alimentos, os suplementos não foram deixados de lado. A empresa, inclusive, investiu na compra de mais suprimentos para aumentar a produção. “Reforçamos os estoques externos esperando a elevação da demanda”, afirma Meale.

Com o previsto de fato ocorreu, a Nestlé também optou por acelerar o lançamento de produtos planejados para o último trimestre do ano. Entre as novidades, estão as latas econômicas no sabor chocolate e a versão sem lactose. Em agosto, deve chegar ao mercado o Nutren Senior salgado, a primeira linha com os sabores feijão com carne e frango com aveia.

“Percebemos que os idosos utilizam o Nutren para prevenir uma doença ou inibir os efeitos negativos dela. Em ambos casos, eles já pedem por produtos que possam ser consumidos em diferentes momentos”, diz Meale.

Segundo a empresa de pesquisa de mercado Euromonitor International, fortalecimento e resistência é o principal motivo pelo qual os idosos consomem suplementos alimentares. A empresa ainda estima que a categoria cresca 1,8% neste ano considerando os impactos da pandemia do novo coronavírus.

Fonte: Exame

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

DB DigitalReceba no seu email

DB DigitalReceba no seu email