M.Dias Branco cresce em meio à pandemia e traça estratégia de expansão das vendas

A M. Dias Branco, dona de 19 marcas de massas e biscoitos, incluindo Vitarella, Richester, Fortaleza, Piraquê, Isabela, Estrela e Adria, apresentou aceleração no ritmo de crescimento ao longo do segundo trimestre. Para o terceiro trimestre, a tendência se mantém, disse Fabio Cefaly, diretor de novos negócios e relações com investidores da companhia.

“Mesmo com a reabertura do varejo e de restaurantes em muitas cidades do país o consumo dentro do lar segue forte. Não estamos perdendo tração”, a!rmou Cefaly. No segundo trimestre, a companhia registrou um lucro líquido de R$ 152,4 milhões, em alta de 51,5% em relação ao mesmo intervalo de 2019.

A receita líquida cresceu 22,2%, atingindo R$ 1,89 bilhão, um valor recorde para a companhia. No período, a fabricante teve aumento médio em preços de 2,9% e alta de 19% em volume vendido, para 536,1 mil toneladas – outro recorde. As vendas de biscoitos aumentaram 14,2% e as de massas avançaram 37,4%. A M. Dias lidera o mercado de biscoitos, com 34,5%, e o mercado de massas, com 34,9% de participação, segundo a Nielsen.

Estratégia

Expandir as vendas da Piraquê, ainda muito concentradas no Rio de Janeiro e no Espírito Santo, são foco da M. Dias Branco. A fabricante apresentou no trimestre crescimento de 21,9% nas vendas para as regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste, tendo como destaque a Piraquê. Nas regiões Nordeste e Norte, onde a companhia tem participação de mercado próxima de 60%, as vendas cresceram 16,2%. “Ainda há muito potencial de crescimento no Nordeste”, a!rmou Cefaly.

A M. Dias Branco também começou a vender mais farinha de trigo no Sudeste, com a operação do moinho de Bento Gonçalves (RS). “Teremos mais linhas novas em breve”, disse o diretor.

Com informações do portal Valor Econômico

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

DB DigitalReceba no seu email

DB DigitalReceba no seu email