Supermercados de SP devem gerar 25% das vagas de emprego temporário

Os supermercados de São Paulo começam a se preparar para as festas de fim de ano e, de acordo com a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), eles devem representar 25% dos novos trabalhadores que serão contratados a partir de outubro.

Segundo a FecomercioSP, todo o varejo de São Paulo deve gerar cerca de 33 mil empregos temporários para cobrir a demanda deste período. O foco dessas contratações é atender ao grande número de pessoas que vão às lojas para aproveitar ofertas da Black Friday e do Natal.

Com base na previsão de novas vagas, o setor terá crescimento de 7,86% em relação ao mesmo período em 2018. Em relação à capital do estado de São Paulo, só ela deve concentrar aproximadamente 36% dos postos de trabalho e, ainda de acordo com a FecomercioSP, 15% dos trabalhadores temporários devem ser efetivados.

Incremento nas vendas

Neste cenário, os supermercados aparecem depois de setores do varejo como vestuário, tecidos e calçados, que detém cerca de 50% das novas oportunidades de emprego. Além disso, outros segmentos como vendas de eletrodomésticos, eletrônicos, móveis e decoração, lojas de departamento, farmácias e perfumarias compõem o setor.

Junto com as festas de fim de ano, os varejistas esperam incremento de 5% nas vendas no período, principalmente por causa da liberação do PIS e FGTS pelo Governo, assim como o 13º salário pago para aposentados no mês de setembro. Além desses fatores, soma-se a alta no Índice de Confiança do Empresário do Comércio, que, de acordo com a FecomercioSP, cresceu 13,2% em relação ao mesmo mês de 2018.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.