Mitos e verdades das entrevistas de emprego

A busca por uma colocação no mercado de trabalho reserva alguns desafios. Além de encontrar vagas que se adequem ao seu perfil e estar preparado para se destacar em meio aos outros candidatos, a hora da entrevista pode apresentar algumas dificuldades. Porém, com qualificação profissional e algumas dicas de comportamento, o concorrente conseguirá seu espaço no universo corporativo.  Guilherme Maynard, diretor da Prepara Cursos, maior rede de cursos profissionalizantes do país, comenta alguns mitos e verdades sobre o momento da seleção.

MITO! É PRECISO SE VESTIR FORMALMENTE: A aparência realmente é um ponto levado em consideração pelos recrutadores, porém, exagerar na formalidade pode demonstrar que você está preocupado. “O candidato deve avaliar o tipo de vestimenta que combina com a vaga em questão, se você  se candidatou para um emprego menos formal, não é necessário ir de terno e gravata”, afirma.

VERDADE! É IMPORTANTE SE INFORMAR SOBRE A EMPRESA: Maynard recomenda que, antes de ir para a entrevista, o candidato faça uma pesquisa sobre a empresa na internet. Assim, saberá o que falar quando o entrevistador entrar em assuntos mais específicos. Além de demonstrar interesse pela vaga.

       MITO! FALE MAIS PARA SE DESTACAR EM ENTREVISTAS EM GRUPO: É importante participar das atividades em dinâmicas de grupo, mas, falar mais que os outros candidatos não ajuda a se destacar. “Dê opiniões contundentes e fale quando sentir necessidade. Falar pelos “cotovelos” pode demonstrar insegurança”, comenta Maynard. 

VERDADE! TOME CUIDADO COM A LINGUAGEM: No  dia a dia, usamos gírias e, algumas vezes, não prestamos atenção à gramática de cada palavra que falamos ou escrevemos, mas, durante uma entrevista de emprego é fundamental demonstrar o domínio da língua portuguesa. “Esse é um ponto em que muitos candidatos pecam e pode ser crucial”, analisa. 

MITO! QUEM TEM MAIS EXPERIÊNCIA SAI NA FRENTE: Apesar de ser importante ter passado por outros empregos e ter experiência no mercado, esse não é um critério definitivo na hora da seleção. “Quem tiver o perfil mais parecido com aquilo que a empresa procura, será escolhido mesmo sem a bagagem profissional dos demais concorrentes, o momento da entrevista é a hora certa para mostrar outras competências, como cursos ou habilidades pessoais, que irão se sobressair à falta de experiência”, completa Maynard. 

VERDADE! QUALIFICAÇÃO É FUNDAMENTAL: Além de todas essas dicas, o mais importante é se preparar para o mercado de trabalho. As aptidões trazem credibilidade ao seu currículo e, dessa forma, você chega na entrevista com vantagem. “No fim das contas, o que os recrutadores procuram é mão de obra qualificada  que auxiliará no cotidiano da empresa”, finaliza o diretor da Prepara Cursos. 

MITO! DEMONSTRAR AMBIÇÃO COM O FUTURO: É comum no meio do processo seletivo, o entrevistador perguntar em que posição o candidato deseja estar daqui cinco anos. Com medo de desapontar a empresa, o candidato monta um castelo de ideias, e alguns até ousam estar no cargo da presidência. Calma, meu amigo. Cinco anos não são 50, por isso, o correto é responder que estaria muito feliz em estar traçando um plano de carreira nesta empresa a cada dia somando com a equipe. “Às vezes, mais é menos, e a ganância é um dos principais inimigos neste momento, comenta.   

VERDADE! REDES SOCIAIS SÃO AVALIADAS: “Isso mesmo. O candidato deve lembrar que toda a mídia utilizada pelos estudantes para se comunicar também é usada pela empresa e pelas consultorias para conhecer mais os candidatos, principalmente as redes sociais. A internet é um local público e todos têm acesso a suas brincadeiras e postagens inadequados. Tomar cuidado com o que publica é recomendável. Minha dica é nunca colocar na mídia social um pensamento não falaria publicamente”, finaliza.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

DB DigitalReceba no seu email

DB DigitalReceba no seu email