Grupo Big pede registro para IPO

O Grupo BIG Brasil pediu nesta segunda-feira registro para uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), com o terceiro maior varejista do país revelando planos de captar recursos para expansão, conversão e reformas de lojas no país.

A companhia, dona de marcas como Sam’s Club, Superbompreço, Maxxi Atacado e Mercadorama, informou no prospecto preliminar enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que a operação será conduzida por Itaú BBA, Bank of America, BTG Pactual, Credit Suisse, Bradesco BBI e JPMorgan.

A companhia afirmou que pretende usar os recursos da emissão de ações novas para abrir novas lojas de atacado e postos de combustível, converter lojas de unidades de varejo em lojas de atacado, reformar lojas atuais, e investir em sistemas de TI e outros projetos.

O negócio servirá também para que os sócios Walmart e o FIP Momentum, da gestora de fundos de private equity Advent International, venderem participação na empresa.

O Grupo BIG, surgiu da aquisição de 80% das operações do Walmart no Brasil pela Advent, em agosto de 2018.

Segundo o documento, em 30 de setembro a empresa tinha 389 lojas em 181 cidades de 18 Estados e Distrito Federal. Nos primeiros nove meses de 2020, o Grupo BIG teve receita líquida de 15,7 bilhões de reais, alta de 5,36% ante mesma etapa do ano passado, com a margem subindo de 1% para 3,9%.

Na B3, o Grupo terá como concorrentes diretos o Grupo GPA, o Carrefour Brasil e o Grupo Mateus, que fez sua estreia na bolsa no último dia 13.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

DB DigitalReceba no seu email

DB DigitalReceba no seu email