8 maneiras de perder clientes em tempos de crise

A reclamação é geral em tempos de crise. Os clientes sumiram. Mas, de acordo com o professor da IBE-FGV e palestrante de vendas, André Ortiz, o problema pode ser do vendedor, empreendedor ou líder. Segundo ele, para sobreviver e, até crescer nesse período, é preciso entender os motivos da crise e reposicionar os produtos.

Para ajudar aqueles que não querem perder clientes, o professor preparou uma lista com oito passos que você não deve dar. Confira.

Não prospecte clientes! A primeira regra é fundamental para perder clientes. “Por isso, se antes você prospectava um ou dois clientes, comece a prospectar dez clientes para você fechar com dois, três. Prospecte vinte, trinta, porque a quantidade eleva suas chances. Pense nisso”, diz.

Não dê pós-vendas! Para André Ortiz, é um erro acreditar na fidelidade do cliente. “Fiel tem que ser você a ele. Lembre-se disso. Faça um ótimo trabalho e seja fiel ao seu cliente”.

Não ofereça brindes! “Eu sei que em época de crise temos que reter todos os custos e despesas, mas oferecer um brinde significa que você será lembrado”, analisa. Ele recomenda fazer isso justamente porque o concorrente pode considerar que é custo e não fazer. “Um simples brinde, pode até ser um cartão de visita, pode assegurar o cliente”

Não esteja onde ele procura! Principalmente em períodos de dificuldades econômicas, a empresa precisa ser encontrada. “Se você está atendendo só em um ponto de venda físico, agora, você deve também trabalhar no mundo online. Tenha um site, faça uma estratégia de e-mail marketing e apareça nas redes sociais. Aprenda marketing digital, porque o cliente é showroomer – ele vai estar em todos os showrooms para te encontrar. Pense nisso, aja”, incentiva o professor.

Não surpreenda nem encante! A crise também acentua a concorrência. Por isso, é preciso inovar para encantar o cliente. “Busque fidelidade com um atendimento diferenciado”.

Seja arrogante! A arrogância é outra excelente estratégia para quem deseja perder o cliente. “O profissional do relacionamento tem que ouvir mais e falar menos. Seja estratégico, não seja arrogante, seja humilde e, por mais que o seu cliente/fornecedor/parceiro esteja falando besteira, não bata de frente, trabalhe o lado emocional. Segure a onda, não leve para o lado pessoal, releve. Isto trará frutos melhores”, recomenda

Acredite que o cliente é caroço! “O cliente não é caroço, ele é semente. Dê sempre o seu melhor sempre. Ele pode não fechar com você de primeira, mas se o seu atendimento for profissional e diferenciado, ele volta”.

Fale de preço sem demonstrar todos os valores e benefícios!Hoje em dia, as pessoas pensam mais antes de investir o dinheiro. Se o profissional de vendas falar de preço sem dar os benefícios, ele pode assustar o cliente, ainda mais com a alta dos produtos. “Antes de falar preço, fale de valor”, enfatiza André Ortiz.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

DB DigitalReceba no seu email

DB DigitalReceba no seu email