Saque do FGTS e 13º do Bolsa Família aquecerão Natal e a economia de 2020

O Natal dos brasileiros, assim como a economia no início de 2020, prometem ser bastante aquecidos. Isso porque a Caixa Econômica Federal anunciou um novo calendário para o saque de R$ 500 do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) a todos os trabalhadores. A nova data será em dezembro, com uma liberação de R$ 12 bilhões. Vale lembrar que há também a liberação do 13º do Bolsa Família, o que eleva esse valor para R$ 14,4 bi.

De acordo com o secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, “esse valor somará aos R$ 30 bilhões do FGTS e PIS/Pasep já previstos para esse ano. Certamente contribuirá para um Natal melhor aos brasileiros”. Ele também reconhece que a injeção de dinheiro contribuirá para a economia de 2020, reforçando o Produto Interno Bruto (PIB).

Com essa antecipação de pagamentos, Sachsida afirma que 81% das contas dos trabalhadores no FGTS serão concluídas ainda em 2019. A previsão é que o PIB para 2020 seja mantido em 2,17%.

Saque do FGTS

O limite para o saque do FGTS ficou estabelecido em RS 500 para contas ativas (atreladas ao emprego atual) e inativas (empregos anteriores). Segundo o banco, em 40 dias já foram liberados R$ 15,4 bilhões para cerca de 37,3 milhões de pessoas.

Vendas no varejo

A ACSP (Associação Comercial de São Paulo) prevê alta de 2% no comércio em relação a 2018. Vale lembrar que o período de saque compreende duas datas de alto consumo (Black Friday e Natal), o que contribui bastante para esse incremento. “Apesar de os trabalhadores utilizarem o valor primeiramente para quitar dívidas, o saque retoma a segurança para eles voltarem a consumir”, revelou Marcelo Solimeo, economista da associação.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.