Últimas Edições

Últimas Edições

 
 

Idústrias do Bem

Cooperativa recebe certificação sustentável

Redação

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no print

São quase quatro mil árvores preservadas. Cerca de 61 toneladas de papel a menos enviadas para os aterros sanitários. A redução na emissão de 144,2 mil toneladas de gás carbônico (CO2) na atmosfera pela Vinícola Aurora nos últimos 12 meses é equivalente, ainda, ao volume total dos poluentes emitidos por quase 1,5 mil carros a gasolina com todos eles percorrendo 500 quilômetros.

A cooperativa recebeu o Certificado de Redução de Emissão de Gases de Efeito Estufa por utilizar, no período, apenas energia elétrica proveniente de usinas de fontes renováveis e incentivadas pelo governo federal, como as energias eólica e solar, e as produzidas pela biomassa e por Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) e Centrais Geradoras Hidrelétricas (CGHs). O certificado foi emitido pela Consultoria em Energia Ludfor.

Hermínio Ficagna, diretor-superintendente da Aurora, lembra que a cooperativa já está se empenhando na redução das emissões de gás carbônico e em outras iniciativas de preservação do meio ambiente há mais de uma década. Entre os exemplos, está a nova planta industrial da cooperativa (foto), inaugurada em maio de 2019, no Vale do Vinhedos, em Bento Gonçalves, que é a primeira fábrica do Brasil com certificado LEED versão 4.0, ou seja, ela é 100% sustentável.

Descarte seguro e correto

A Smurfit Kappa, fornecedora de soluções de embalagens de papel, desenvolveu uma solução para apoiar hospitais, laboratórios e clínicas
no descarte correto e seguro de resíduos infectantes e materiais perfurocortantes, a Astrobox.

Com capacidade para 13 litros, essa solução reduziu em 30% o uso de materiais com a diminuição do número de peças de montagem, o que proporciona um ganho de 40% no tempo da coleta de materiais para descarte.

Na sua parte interna, ela contém um saco plástico acoplado ao fundo rígido, com cinta e bandeja, formando assim um revestimento interno espesso que evita perfurações e vazamentos. Além disso, tem um sistema de travamento para evitar violações.

“Estamos apoiando hospitais e laboratórios nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Ceará a partir de uma solução desenvolvida especificamente para o descarte correto de resíduos infectantes, a fim de se evitar a contaminação indevida pela Covid-19. Mais de quatro mil embalagens foram doadas”, afirma Manuel Alcalá, CEO da Smurfit Kappa no País.

2021 será o ano em que a Diageo, responsável pelo uísque escocês Johnnie Walker, promete um lançamento inusitado: uma garrafa de uísque feita de papel e livre de plástico. Criada em parceria com a Pilot Lite, a embalagem, constituída de polpa de madeira, será totalmente reciclável. “Estamos constantemente procurando nos superar, e essa embalagem sustentável tem potencial para ser um grande marco. Há muito sentido em estreá-la com a Johnnie Walker, marca que sempre abriu caminhos para a inovação em seus 200 anos de vida”, disse em comunicado Ewan Andrew, diretor de Sustentabilidade da Diageo

DB DigitalReceba no seu email

DB DigitalReceba no seu email