Especial - Entrevista

A voz do setor

O atual presidente da ABAD, Leonardo Miguel Severini, faz um balanço da entidade ao longos dos anos e como pretende trabalhar em prol do pleitos do canal indireto

Claudia Rivoiro

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Chegar aos 40 anos é um grande marco. E a ABAD é o que é hoje graças a esses 40 anos de estruturação e amadurecimento. Ela surgiu em resposta à necessidade de dar voz ao setor na defesa de seus interesses corporativos comuns e convergentes. Crescemos apoiados em valores de ética, de lisura, de bons princípios, marcando presença em cada um dos Estados por meio das filiadas. Também temos hoje um plano de comunicação bem elaborado e bem executado, além de uma política de retenção de associados que permite à entidade realizar tranquilamente suas diversas atividades e prestar um inestimável serviço às empresas do setor e ao mercado como um todo.

O que você gostaria de destacar na comemoração dos 40 anos da ABAD?

Chegar aos 40 anos é um grande marco. E a ABAD é o que é hoje graças a esses 40 anos de estruturação e amadurecimento. Ela surgiu em resposta à necessidade de dar voz ao setor na defesa de seus interesses corporativos comuns e convergentes. Crescemos apoiados em valores de ética, de lisura, de bons princípios, marcando presença em cada um dos Estados por meio das filiadas. Também temos hoje um plano de comunicação bem elaborado e bem executado, além de uma política de retenção de associados que permite à entidade realizar tranquilamente suas diversas atividades e prestar um inestimável serviço às empresas do setor e ao mercado como um todo.

Desde sua fundação em 1981  até hoje, quando a entidade congrega quase 4 mil associados, como  analisa essa cada vez mais bem consolidada união de interesses?

 Foi um longo caminho. Durante esses 40 anos, poderíamos destacar várias iniciativas importantes,mas o fato mais importante é o de termos conseguido atingir um alto grau de abrangência e de representatividade. Pudemos construir um canal eficiente de interlocução com associados, clientes, fornecedores e parceiros de todo o Brasil, e também estabelecer um bom diálogo com o poder público, especialmente o Legislativo e o Executivo, pautando temas de interesse e levando de maneira ágil e correta a informação necessária para subsidiar decisões importantes capazes de afetar a atividade atacadista e distribuidora. E somente conseguimos chegar a esse patamar por meio da união do setor em âmbito nacional, com o inestimável apoio de nossas filiadas estaduais.

 O que podemos esperar  nos próximos anos?

Temos a expectativa de que a entidade continuará a acompanhar o desenvolvimento do setor, antecipando debates, apontando tendências, apresentando caminhos, trazendo modernidade tecnológica e discussão sobre temas importantes. Continuaremos a trabalhar firmemente para consolidarmos mais e mais o apoio necessário ao nosso setor, que, com certeza, continuará a crescer e, cada vez mais, prestar esse serviço tão essencial à indústria, ao pequeno varejo e às famílias, que é o de capilarizar a entrega de produtos industrializados em todo o nosso imenso território, com qualidade de atendimento e eficiência logística.

Cada presidente deixou uma marca de seu trabalho na entidade. Como você gostaria que sua gestão fosse lembrada?

Antes de tudo, a ABAD tem meu compromisso de dedicação à entidade, uma dedicação intensa empenhada em garantir a manutenção de todas as conquistas já obtidas. Mas, fundamentalmente, vejo-me com a missão de consolidar a união do setor em torno de temas comuns, tendo em vista que, nesta época em que tramitam tantas propostas de reformas no Congresso, é preciso que estejamos muito bem alinhados e fortalecidos para participarmos do debate político. 

Ter os olhos voltados para o futuro com a experiência do passado. Concorda?   

Com certeza. Isso se aplica de maneira especial à ABAD, que traz sua experiência de quatro décadas para se somar com a permanente necessidade de modernização do setor, em busca de maior eficiência, produtividade e lucratividade. Nesse aspecto, temos o melhor dos mundos: somos uma entidade com raízes solidamente fincadas em nosso longo histórico de conquistas e bons serviços ao atacado distribuidor brasileiro, mas também temos os olhos permanentemente voltados para o futuro, a fim de contribuir para que nossa atividade continue a se desenvolver de maneira contínua e sustentada.

DB DigitalReceba no seu email

DB DigitalReceba no seu email