Seções

Nesta Edição

divisor-menu

Últimas Edições

Seções

Nesta Edição

Últimas Edições

Seções

Nesta Edição

RANKING ABAD/NIELSEN 2020 - METODOLOGIA

A força do canal indireto

Publicação evidencia, mais uma vez, a importância social e econômica, a firme estabilidade e a elevada representatividade do setor

Por Redação

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Os muitos anos de trabalho dedicados a servir os mais de cinco mil municípios brasileiros proporcionaram ao canal indireto, nos últimos 15 anos, uma firme estabilidade, comprovada no estudo apresentado nesta edição.

A metodologia do Ranking ABAD/Nielsen 2020 (ano-base 2019) foi a mesma utilizada no ano anterior, em conjunto com a FIA – Fundação Instituto de Administração. Os ajustes, muito pequenos, foram introduzidos para facilitar o entendimento do leitor.

Em seus 26 anos de publicação contínua, o Ranking oferece aos estudiosos, sejam eles acadêmicos ou profissionais de várias atividades comerciais, os elementos necessários a um mapeamento preciso de como ocorre, ao longo do tempo, a transformação do canal indireto, tanto em sua dinâmica como em suas tendências, e também como cada modalidade tem desempenhado, ano a ano, a sua função.

Em seus 26 anos de publicação contínua, o estudo oferece os elementos necessários a um mapeamento preciso de como ocorre, ao longo do tempo, a transformação do canal indireto

Neste ano, a participação do setor totalizou 667 respondentes (ano- -base 2019). O Ranking das empresas é realizado por meio de um questionário on-line, totalmente informatizado, o que permite ao respondente mais facilidade na hora de preenchê-lo pela internet.

Enviado pela ABAD, esse questionário, cujo preenchimento não é obrigatório, teria, então, essas informações consolidadas pela Nielsen. E, para se chegar a um conhecimento quantitativo da participação do setor atacadista distribuidor no mercado mercearil, foram utilizados como base os preços de venda ao consumidor em mais de um milhão de pontos de venda espalhados pelo Brasil.

Quanto ao faturamento total do varejo, a Nielsen aplica um percentual sobre a participação do atacado distribuidor. Esse percentual é obtido com base em estudos que o Instituto realiza junto ao varejo.

É importante lembrar que o destino das vendas utiliza as áreas do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, que divide o Brasil em cinco regiões: Sul, Sudeste, Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

DB DigitalReceba no seu email

DB DigitalReceba no seu email